quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Resenha de Amaldiçoadas

Olá Pessoal!

Depois de um longo tempo, eis que venho com mais uma resenha para vocês. O livro da vez é Amaldiçoadas, de Jéssica Spotswood, Arqueiro. Esse é o segundo livro de série As Crônicas das Irmãs Bruxas.

Cate renunciou o seu amor por Finn e entrou na Irmandade. Agora mora em Nova Londres e conhecida como a Irmã Catherine. É constantemente observada pelas irmãs, tanto as mais novas quanto as mais velhas, justamente pela profecia q pode mudar o mundo.

E como era de se esperar, nem todas as irmãs são boas. Alice Arclair é um exemplo disso. Seu maior prazer é incomodar as pessoas. No entanto, Cate consegue achar irmãs boas e que compreendem que não é fácil aceitar a nova vida.

Mudanças acontecem e a Irmandade começa a fechar o cerco. Cate terá que ter muita sabedoria para lidar com elas e com seus poderes. Saber a hora certa para cada passo dado.

O livro termina com a seguinte sensação: "Preciso do terceiro volume urgente!" Cada página do livro te dá vontade ler a outra e é, quase impossível, ler só mais um capítulo.

O primeiro livro não tinha me dado muitas expectativas sobre a série. Mas, o segundo me surpreendeu!

Adicione o livro no Skoob:

Onde comprar?

domingo, 2 de novembro de 2014

Resenha de Twittando o Amor


Olá Pessoal!

Depois de muito tempo (e bota tempo nisso), venho com mais uma resenha para vocês. O livro é Twittando o Amor, de Teresa Medeiros, Novo Conceito.

O livro conta a história de Abby, Abigal Donavan, que é escritora. Ela escreveu um livro, que deu o boom em sua carreira, mas está, no momento, com um bloqueio de inspiração. Em seu novo livro ela não consegue sair do capítulo 5. 

Sua agente literária a sugere interagir mais com seus leitores. E para isso ela deve usar a rede social Twitter, a quela Abby é totalmente leiga! Ao iniciar sua vida na rede social ela recebe um tweet de Mark, que passa a ser seu seguidor. E, muito pacientemente, ele a ensina os truques e técnicas do Twitter. 

Entre mensagens de 140 caracteres trocadas entre Abby e Mark vai nascendo uma história de amor linda e delicada. Com muita imaginação e sentimentos sendo envolvidos de maneira sublime!

A autora escreveu o livro brilhantemente. Conseguiu colocar em pequenas falas todo sentimentalismo de um romance. Toda intensidade de se conhecer alguém. Consegui sentir os frios na barriga que Abby teve!

Teresa construiu personagens apaixonantes. Abby, uma mulher sonhadora, cheia de medos, mas com uma imaginação incrível! Mark, um homem, que apesar dos problemas, ainda sonha com o amor! Um casal lindo em seu mundo particular!

Uma leitura leve, divertida, com dose certa de emoção, drama e muito amor!

Adicione no skoob:

Onde comprar?

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Lançamentos Arqueiro e Saída de Emergência

Olá Pessoal!

Vamos aos lançamentos da Editora Arqueiro e Saída de Emergência?

Ligeiramente Casados, Mary Balogh, Arqueiro

"À beira da morte, o capitão Percival Morris fez um último pedido a seu oficial superior: que ele levasse a notícia de seu falecimento a sua irmã e que a protegesse Custe o que custar!. Quando o honrado coronel lorde Aidan Bedwyn chega ao Solar Ringwood para cumprir sua promessa, encontra uma propriedade próspera, administrada por Eve, uma jovem generosa e independente que não quer a proteção de homem nenhum.
Porém Aidan descobre que, por causa da morte prematura do irmão, Eve perderá sua fortuna e será despejada, junto com todas as pessoas que dependem dela... a menos que cumpra uma condição deixada no testamento do pai: casar-se antes do primeiro aniversário da morte dele o que acontecerá em quatro dias.
Fiel à sua promessa, o lorde propõe um casamento de conveniência para que a jovem mantenha sua herança. Após a cerimônia, ela poderá voltar para sua vida no campo e ele, para sua carreira militar.
Só que o duque de Bewcastle, irmão mais velho do coronel, descobre que Aidan se casou e exige que a nova Bedwyn seja devidamente apresentada à rainha. Então os poucos dias em que ficariam juntos se transformam em semanas, até que eles começam a imaginar como seria não estarem apenas ligeiramente casados...
Neste primeiro livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh nos apresenta à família que conhece o luxo e o poder tão bem quanto a paixão e a ousadia. São três irmãos e três irmãs que, em busca do amor, beiram o escândalo e seduzem a cada página. "

Amaldiçoadas, Jessica Spotswood, Arqueiro

"Cate Cahill tomou a decisão mais difícil de sua vida e resolveu largar tudo para proteger aqueles a quem amava, mas não poderia imaginar os obstáculos que ainda teria pela frente. 
Agora, vivendo disfarçada entre as outras moças da Irmandade, ela precisa se manter a salvo dos implacáveis caçadores de bruxas e lidar com grandes dilemas pessoais, como a distância de seu grande amor e os conflitos que envolvem suas irmãs Tess, uma menina doce e ingênua que guarda um grande segredo, e Maura, a jovem bela e ambiciosa que pretende fazer de tudo para se tornar o centro das atenções. 
Será que Cate está pronta para liderar as bruxas de sua geração e ganhar o respeito de uma sociedade que condena a feitiçaria? E seria ela a bruxa da profecia, a mulher mais poderosa já nascida em muitos séculos e capaz de revolucionar a história do mundo? 
Envolva-se ainda mais na história de Cate e de todas as mulheres fortes que a cercam e segure seu coração para torcer pelo amor de Cate e Finn neste volume que traz revelações imperdíveis antes da conclusão da saga das irmãs Cahill."

Mares de Sangue, Scott Lynch, Arqueiro

"Após uma batalha brutal no submundo do crime, o golpista Locke Lamora e seu fiel companheiro, Jean Tannen, fogem de sua cidade natal e desembarcam na exótica Tal Verrar para se recuperar das perdas e feridas. Porém, mesmo no extremo ocidental da civilização, não conseguem descansar por muito tempo e logo estão de volta ao que fazem de melhor: roubar dos ricos e embolsar o dinheiro.
Desta vez, eles têm como alvo o maior dos prêmios, a Agulha do Pecado, a mais exclusiva casa de jogos do mundo, onde a regra de ouro é punir com a morte qualquer um que tente trapacear. É o tipo de desafio a que Locke não consegue resistir... só que o crime perfeito terá que esperar.
Antigos rivais dos Nobres Vigaristas revelam o plano a Stragos, o ambicioso líder militar verrari, que resolve manipulá-los em favor de seus próprios interesses. Em pouco tempo, a dupla se vê envolvida com o mundo da pirataria, um trabalho inusitado para ladrões que mal sabem diferenciar a proa da popa de um navio.
Em Mares de sangue, Locke e Jean terão que se mostrar malabaristas de mentiras, enganando todos ao seu redor sem a mínima falha, para que consigam sair vivos. Mas até mesmo isso pode não ser o bastante..."

A Herdeira das Sombras, de Anne Bishop, Saída de Emergência

"Há 700 anos, num mundo governado por mulheres e onde os homens são meros súditos, uma profetisa viu na sua teia de sonhos e visões a chegada de uma poderosa Rainha. Jaenelle é essa Rainha. Mas mesmo a proteção dos Senhores da Guerra não impediu que os seus inimigos quase a destruíssem. Agora é necessário protegê-la até as últimas consequências.
Três homens estão dispostos a dar a vida por Jaenelle. Mas há quem seja capaz de tudo para controlar ou destruir a Rainha. Conseguirá ela cumprir seu destino como detentora do maior poder que o mundo já conheceu?"

Gostaram dos lançamentos?
No site da editora você confere mais livros:

domingo, 14 de setembro de 2014

Resenha de O Doador de Memórias


Olá Leitores!

Terminei essa madrugada de ler O Doador de Memórias, de Lois Lowry, Editora Arqueiro. E que livro!!! Se o filme for fiel a ele, será excelente!

Jonas, o nosso personagem principal. Um rapaz com boas notas, educação exemplar e que vive cheio de questões em sua cabeça que não consegue responder. Ele vive em um mundo construído como sendo ideal: não existe dor, desigualdade, guerra, felicidade ou amor. A vida é pacata e estável, e as pessoas caíram na mesmice. Sendo assim, sentem-se "satisfeitos" com a vida que tem.

Eles conhecem apenas o presente, o passado não existe em nenhuma memória e o futuro é totalmente planejável. O intuito de não se ter memórias? Proteger todos os habitantes do sofrimento, dor e de qualquer desgosto que poderiam ter. 

Em cada ano escolar a criança tem uma nova função. Para aprender a ser uma pessoa melhor. Por exemplo: aos 9 anos podem ter sua bicicleta, que é o meio de transporte da comunidade, onde serão preparados para terem independência e saírem sozinho para suas funções. Aos 12 eles são preparados para a vida adulta e cada um jovem de 12 anos recebe a sua atribuição, ou em outras palavras, profissão. São treinados para exercerem a sua função de forma exemplar, e, em minha opinião, robótica!

No dia da nomeação das atribuições Jonas vê seus amigos receberem suas funções. No entanto, ao chegar a sua vez ele é pulado. Sentem-se aflito e sem entender nada. No entanto, a Anciã responsável (a comunidade é governada por Anciãos, que são tipo o nosso governo) chama seu número e lhe dá a atribuição mais importante da comunidade: A de Recebedor de Memórias.

Jonas recebe uma relação de coisas que devem fazer e sobre o horário do seu treinamento com o Doador de Memórias. Ele é o indivíduo designado a guardar todas as memórias, de dor, guerra, sofrimento, tristeza, felicidade e amor. O objetivo é que essa pessoa seja responsável de proteger o povo e ao mesmo tempo ter sabedoria para auxiliá-los com questões que eles não saibam lidar. 

Ao começar o treinamento com o Doador, Jonas, aos poucos, vai recebendo as memórias e entendendo o que o ser humano é muito mais do que ele sabe. Muito mais do ele viveu. Muito mais do que a comunidade vive. Ele conhece o universo que lhe fora roubado. E ele começa a se questionar se não há uma vida melhor fora da comunidade...

"Poder escolher é que é importante né?" pág. 102

Eu fiquei presa a leitura e louca para a continuação. Afinal, a caminhada de Jonas está apenas no começo. Jonas não teve a oportunidade de viver nada que vivemos. Ele não tinha sentimentos. E quando passou a ter descobriu que essa é a melhor sensação. Principalmente do amor! Afinal, que graça tem viver de uma forma totalmente planejada? Sem nenhuma memória? E, principalmente, sem poder escolher o que é melhor para você? Não poder escolher profissão, com quem casar e nem os filhos que terá? Tudo é planejado, arquitetado e monótono! Uma vida que Jonas não quer mais para ele e nem para a comunidade em que vive. Que quer fazer uma mudança. E ele, determinado, vai em busca disso!

Um livro cheio de questionamentos e ensinamentos. Onde o melhor dele é sabermos que temos a opção de escolhermos o melhor! De não viver em um mundo robotizado e sem graça! Bom? Não! Excelente!

Adicione no Skoob:

Onde comprar?

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Resenha de Não Se Apega, Não


Olá Leitores!

Enfim, terminei o tão comentado livro Não Se Apega, Não, de Isabela Freitas, Intríseca. Fiquei até quase 2 das manhã lendo e, não me arrependo. Estou morrendo de sono, mas esse livro vale cada palavrinha escrita.

Isabela conta sua própria experiência no livro. Apesar de nova, já quebrou muito a cara, e não somente relacionamentos amorosos, mas com amizades também. Ela conta como era a Isabela e como ela aprendeu a se desapegar. Um processo duro e doloroso, mas necessário em seu crescimento.

"Cair menina, se reerguer mulher." pág. 22

Antes de ler o livro eu achava que era um ET no meio de tantas pessoas falando de desapego. Só que Isabela me deixou tão feliz ao escrever um livro com a linha de pensamento parecida com o meu! Poxa vida, as pessoas vulgarizam demais a palavra desapegar. Desde quando desapego é ir para a balada e pegar todos? Desde quando desapegar é colecionar homens, ou mulheres, igual se fosse um álbum de figurinhas? E se algum beijar melhor ou for mais bonitinho até compensa repetir a dose. Acho que eu nasci do avesso!

"Só é feliz a dois quem já é feliz sozinho." pág. 39

No entanto, esse livro mostra exatamente ao contrário! Desapegar e não carregar coisas em sua vida que vão pesar demais a bagagem. É deixar no passado o que é do passado. É não querer reviver momentos que não podem, e nem devem, ser revividos. É pensar em você ao invés de tentar moldar alguém para você! É deixar ir quando necessário sem fazer dramas ou cair na balada achando que isso vai resolver. 

"O desapego é se libertar de tudo aquilo que te faz mal e causa sofrimento." pág. 221

O livro deve ser lido e relido sempre que necessário. É daqueles livros que tem frases marcantes, que devem ser escritas na porta do guarda roupa como lembrete! Deve ser lido, principalmente, por aqueles que acham que a "lei do desapego" é sair por ai cantando: "eu sou de todo mundo e todo mundo é meu também". Não pensem que estou julgando quem faz isso. Não! Cada um faz o que bem entende da vida. Mas, não fale que isso é desapego, mas sim uma forma de vida que você mesmo escolheu, ok?!

"Lembrar-se do passado com um sorriso é a prova de que o passado não te machuca mais. Não mais." pág. 196

Com certeza esse foi um dos melhores livros do ano! Parabéns Isabela pelo belo livro, por escrever tão bem e de forma tão leve! Se virei fã?! Siiiiim!!! Pena que no skoob não dá para colocar mais estrelas... E você que não leu, leia! É uma excelente leitura!

Adicione no skoob:

Onde comprar?

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

5 Livros que deveriam virar filmes

Olá Leitores!

Bom, com as leituras sendo colocadas em dia, descobri muita coisa boa! Livros com histórias tão boas que deveriam virar filmes!

Sendo assim, vou citar uma lista de 5 livros que li recentemente e que, sim, deveriam muito virar filmes. São eles:

1) Reconstruindo Amélia, de Kimberly McCreight, Arqueiro.

Resenhei esse livro há pouco tempo. O li em questão de semanas, pela falta de tempo. Mas, o livro é daqueles em que você quer chegar no final e descobrir todo o mistério. 
O livro daria um excelente filme de suspense/policial. Cheio de quebra cabeças e várias surpresas.
Alguém já leu? Se não, confiram a resenha aqui. E sim, leiam o mais rápido possível!

2) Átina Black e o Império de Cronos, Valentine Cirano, Laço Editorial.

Gostam de mitologia grega? Pois bem, eu adoro e me perco entre as páginas de livros assim! O livro é nacional, foi lançado oficialmente na Bienal do Livro de São Paulo, e fez um sucesso com os jovens!
Então, o livro é de uma jovem semideusa, Átina, que vai enfrentar grandes aventuras. Ai vocês me questionam, mas o Percy Jackson já é assim. Ok! Mas, por que não ter uma protagonista feminina? Uma jovem que enfrentará grandes batalhas para salvar o Olímpo?
O grande diferencial é esse! Uma jovem guerreira que luta com todas as suas forças para salvar seu pai, Zeus, da fúria de Cronos.


3) Vinte Garotos no Verão, de Sarah Ockler, Novo Conceito.

Outro livro resenhado recentemente. Bem jovem. Seria tipo uma comédia romântica sabe? Que eu adoro! E seria ótimo ver Anna e Frankie aprontado todas nas férias de verão. 

4) Passarinha, de Kathryn Erskine, Valentina.

A editora fez muito barulho com esse livro. E com toda razão. Trata-se de uma criança com autismo e que supera a si mesma todos os dias. Um livro lindo e comovente, e sim, com humor na dose certa. Daria tudo para ver esse livro virando filme e retratando um problema que não é tão falado. Pelo menos não com a devida seriedade.

5) Caminho das Águas, Eva Zooks, Independente.

Li o livro esse ano e confesso, a autora escreve muito bem! Um livro que envolve passado e presente e que daria um drama de primeira qualidade! O livro tem continuação e já estou procurando saber quando sai. Um romance, com drama e suspense. Os três principais itens dessa excelente história.

Gostaram da minha listinha?
Qual livro vocês acham que deveria virar filme?

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Resenha de O Resgate

Olá Leitores!

Mais uma resenha. Dessa vez é do queridinho Nícholas Sparks, O Resgate, lançado pela Arqueiro.

Denise, mãe solteira, de um menino de apenas 4 anos, Kyle, que tem precisa de cuidados, já que tem problemas de fala. Sendo assim, ela largou a sua vida profissional para dedicar-se ao filho. 

Desde pequeno Kyle se mostrara diferente das outras crianças e, ao perceber isso, Denise o levou ao médico. Durante um ano obteve vários diagnósticos: déficit de atenção, autismo ou surdez. E a cada resultado Denise dedicava-se a ler e entender o problema do filho para ajudá-lo. No entanto, nenhum tipo de método para ensiná-lo dava certo e Denise criou o seu próprio método para ensinar seu filho. E sim, dando resultados positivos.

Denise se muda de Atlanta. Ela herdou uma casa de sua tia que veio a falecer e então, junto com o filho, foi viver uma nova vida. No entanto, um acidente muda a vida deles. Denise conhece Taylor McAden, que salva a ela e se filho do acidente. Os começam a se conhecer melhor e acabam de apaixonando.

Contrariando todos os livros do autor, esse não há um impedimento para o amor do casal Denise e Taylor. Eles se dão bem, e muito bem. Se completam. A relação de Taylor com Kyle também é boa. Uma relação saudável. E Denise é sim uma boa mãe.

O que torna a história atrativa e bela é a própria experiência do autor Nícholas Sparks. O personagem Kyle foi inspirado em seu filho Ryan, que também teve dificuldades de aprendizado. Todo processo narrado por Denise para ensinar o filho, Nícholas passou na vida real. E a sua própria experiência fez o livro ficar mais emocionante.

Um livro, cheio de emoção e, claro, amor! Acho que esse é o sentimento que rege o autor. Como sempre, Nícholas foi brilhante ao escrever esse livro!

Adicione no Skoob:

Onde comprar?