04 abril 2014

Resenha Passarinha

Olá Pessoal!

Para fechar a semana de conscientização do autismo, onde os blogs parceiros da Editora Valentina falavam sobre a síndrome, hoje tem resenha do livro Passarinha, de Kathryn Erskine.

Caitlin é a nossa menina e personagem principal. Uma menina de 10 anos que nos mostra o mundo através da sua visão especial, pois Caitlin tem Síndrome de Asperger.

Desde O Dia Em Que Sua Vida Desmoronou, assim ela fala sobre a morte do irmão Devon, ela tenta, ao lado do pai, Lidar Com Isso. Seu irmão era seu norte, sua luz, a pessoa em que ela confiava e sentia-se protegida. Ela não aceita a perda e isso faz com que ela fique inerte a emoções, sentimentos, dores.

Como é de conhecimento de muitos, pessoas com Síndrome de Asperger e Autismo não sabem lidar muito bem com sentimentos, pessoas, demonstrações. Mas, com a ajuda de sua orientadora, Sra. Brooks, Caitlin se esforça para compreender melhor suas emoções e pensamentos. Olhar o mundo a sua volta e se relacionar com as pessoas.

"Livros não são como pessoas. Livros são seguros."

O livro é simplesmente emocionante. De um jeito simples e encantador a autora consegue passar uma emoção única através de cada palavra. Narrado em primeira pessoa, Passarinha descreve todas as emoções de Caitlin, mostrando como é o mundo de uma criança com Síndrome de Asperger.

O que mais gostei foi a simplicidade que ela vê tudo. E mais, tudo é muito óbvio para Caitlín. A inteligência dela também é fantástica! Me apaixonei por ela, por sua simplicidade, seu jeito... A autora escreveu cada letra de forma espetacular. E conseguiu passar a sua mensagem: que é fazer com que as pessoas entendam mais esse mundo particular das crianças que possuem a Síndrome de Asperger.

"Não quero Devon por perto de um jeito diferente. Quero Devon por perto do mesmo jeito. Do jeito que era antes..."

Adicione no Skoob:

Onde comprar?

Um comentário

  1. Saõ coisas muito sérias lidar com essas sindromes, muitas vezes não entendemos e precisamos mesmo estudar, pois achamos que está muito longe da gente. Essa síndrome de Asperger é aquela que a criança monta frases diretas também, exemplo: Natal-25-dezembro? Parabéns e obrigada pela dica, Bjo, bjo

    http://anapaulabonamim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

© Plantão Online Todos os direitos reservados.
Criado por: Paola Patricio.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo